SIMBOLIZAR: UMA ATITUDE INTRÍNSECA À VIDA DO HOMEM

Simbolizar é uma ação voluntária e involuntária do ser humano. Estamos a todo momento em uma dinâmica de simbolizar. O mundo dos objetos trazem seus significados que poderão ser compartilhados comunitariamente ou não, pois o significado pode ser apenas individual. Mas ainda que os significados dos símbolos sejam compartilhados por muitos, porém ainda há uma […]

Read More →

O QUEM SOU EU DEPOIS DA DEPRESSÃO, DA SÍNDROME DO PÂNICO…

Quando nos deparamos com um diagnostico de algum mal psíquico, seja para nós próprios ou para alguém que amamos, ficamos sem rumo, ficamos desnorteados, não é verdade? O prognóstico (o tratamento) também é um desafio, pois não temos a certeza de como realmente será a vida agora por diante. Muitas pessoas chegam até dizer que […]

Read More →

PSICANÁLISE E CORPOREIDADE

Vamos discutir, aqui, sobre um tema muito importante: que é a corporeidade dentro da perspectiva do conhecimento psicanalítico. Para as pessoas que não conhecem o básico do conhecimento psicanalítico é comum pensar a psicanálise apenas como aquele método ou “ciência” que lida especificamente com o campo da psiquê e questões relacionadas à sexualidade, como os […]

Read More →

O EU DENOTATIVO E O EU CONOTATIVO

Sabemos que denotação na linguagem é a formal literal do significado de uma expressão, e a conotação é o sentido figurado de uma expressão. Aqui, abordaremos estes termos em uma visão psicológica, pois falaremos do eu em duas dimensões: a denotativa e conotativa. Isso em uma dimensão psicanalítica. Na psicanálise, falamos dos conteúdos manifestos e […]

Read More →

O VÍCIO DO ÁLCOOL COMO FUGA DE UM SUPEREGO INSUPORTÁVEL

Freud, fundador da Psicanálise, há muito tempo, já falava dos momentos melancólicos do homem dito normal e chegou até usar cocaína para benefício próprio e indicou também o uso desta a alguns de seus pacientes com finalidades terapêuticas, porém chegou à conclusão que o uso da cocaína não era viável nem para se tratar e […]

Read More →

A METAMORFOSE DA MENTE: O FRUTO DO AUTOCONHECIMENTO

“Uma pessoa que não se conhece é como um ser que não passou pela necessária metamorfose que lhe é tão necessária para ser quem realmente ele é.” Podemos dizer, simbolicamente, que o autoconhecimento é um processo vivido de duas maneiras básicas: a “encontrada”, é como alguém que encontra uma mina de pedras preciosas e cava […]

Read More →

O QUE É UM AMBIENTE CONFORTÁVEL PSIQUICAMENTE FALANDO?

Falamos, hoje, muito sobre qualidade de vida e atrelamos a esta um ambiente confortável. Mas como se configura este ambiente? Podemos falar sobre os aspectos físicos e psíquicos, mas, aqui, trataremos mais das questões psíquicas. Para que um ambiente seja psiquicamente confortável vai depender predominantemente das predisposições psíquicas de cada indivíduo, isso segundo os ensinamentos […]

Read More →

A PSICANÁLISE COMO INSTRUMENTO QUALITATIVO PARA O AUTOCONHECIMENTO

Pensar em Psicanálise é pensar em algo que pode trazer promessas promissoras para a resolução de conflitos interiores. Para resolver conflitos é necessário conhecê-los. Os conflitos interiores de um sujeito, quando identificados, traz consigo um contexto, um ambiente de sentimentos e lembranças sob o viés da subjetividade do sujeito analisado. E o autoconhecer-se é a […]

Read More →

SONHOS: PRODUÇÕES PSÍQUICAS

Produções é algo que desde nossa mais primitiva idade gestacional estamos a fazer. Quando ainda embriões, nosso corpo começa a produzir coisas para a “autossustentação” o que, porém, não significa que já somos ou seremos um dia autossustentáveis em tudo. Então, podemos inferir que produzir (na extensão mais ampla da palavra) é a mais primitiva […]

Read More →